Fechar
Pesquise no conteúdo

CUIDADOS COM O RIM

Data: 10/03/2017

  • CUIDADOS COM O RIM

FAÇA ATIVIDADE FÍSICA

O sedentarismo é um dos vilões da nossa saúde. Não realizar exercícios físicos pode resultar em problemas cardíacos e que, no futuro, também podem contribuir para o surgimento da doença renal crônica. Uma caminhada curta todos os dias é um passo para cuidar da saúde.

 

SAIBA A SUA PRESSÃO ARTERIAL

Você sabia que 35% dos casos da Doença Renal Crônica surgem por causa da hipertensão arterial? Fique de olho na sua pressão para evitar problemas mais à frente. A pressão igual ou superior a 140/90 mmHg (14 por 9) já pode significar um diagnóstico de hipertensão.

 

CONTROLE O AÇÚCAR NO SANGUE

Cerca de 30% dos casos da Doença Renal Crônica são causados pelo diabetes. Quando foi a última vez que você fez um teste de glicemia? Os principais fatores que influenciam o surgimento do diabetes são a obesidade, diminuição da atividade física, fatores hereditários e o envelhecimento.

 

REDUZA O SAL DE SUA COMIDA

Em média, o brasileiro consome 12g de sal por dia, enquanto a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 5g diárias. O excesso de sal é um dos principais causadores da hipertensão e esta doença é responsável por 35% dos casos da Doença Renal Crônica.

 

BEBA ÁGUA

Lembre-se de beber até 2 litros de líquidos por dia. Os rins são responsáveis por filtrar o nosso sangue controlando a presença de substâncias tóxicas no organismo. A água tem um papel fundamental neste processo. O consumo adequado garante que essas toxinas não se acumulem nos rins causando os conhecidos cálculos renais, e que podem causar outras complicações.

 

NÃO FUME

Além das doenças respiratórias, fumar pode representar um risco para a saúde dos rins. O fumo é maléfico para pacientes renais crônicos. Parar de fumar auxilia a retardar a progressão da doença renal em diabéticos.

 

NÃO USE REMÉDIOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA

Muitos medicamentos têm elementos químicos que são filtrados pelos rins. O uso de remédios sem orientação médica pode fazer com que haja uma sobrecarga dos rins. O uso em excesso pode causar a perda da função renal ao longo do tempo.

Ver todas as notícias

Confira outras notícias