Fechar
Pesquise no conteúdo

USO DE REPELENTES EM CRIANÇAS

Data: 10/01/2017

  • USO DE REPELENTES EM CRIANÇAS
Cada faixa etária necessita de produtos específicos, visando evitar problemas como reações alérgicas e intoxicação.
Ao longo dos últimos meses os noticiários do país têm estampado diariamente notícias envolvendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças dengue, zika vírus e chikungunya. Entre as recomendações disseminadas pelos órgãos de saúde para conter a transmissão dessas doenças está a necessidade de usar repelentes ao longo do dia. No caso das crianças é necessário estar atento a produtos específicos para cada faixa etária, esse cuidado é essencial para evitar irritações, alergias e intoxicações. Além de proteger os pequenos utilizando repelentes, outros cuidados simples podem ser colocados em prática.
 
Recomendações que vão além do uso do repelente
• Vestir a criança com roupas de manga longa, calça comprida e de cores claras (cores escuras atraem os insetos).
• Usar mosquiteiros e telas em janelas.
• Utilizar condicionador de ar, eles ajudam a afastar os insetos.
• Conectar repelentes elétricos de tomadas próximos a portas e janelas.
• Aplicar primeiro o protetor solar, esperar 30 minutos e então aplicar o repelente.
• Não deixar que a criança durma durante a noite com o repelente presente na pele.
 
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria / Sociedade Brasileira de Dermatologia / Sociedade Paranaense de Pediatria

Ver todas as notícias

Confira outras notícias